Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Técnico Marcelo Oliveira admite a decisão de tirar o camisa 1 do time para o duelo de domingo contra o Corinthians, em Curitiba

Técnico Marcelo Oliveira admite a decisão de tirar o camisa 1 do time para o duelo de domingo contra o Corinthians, em Curitiba

A principal mudança do Coritiba em consequência da derrota para o Atlético-GO, em Goiânia, é a saída do goleiro Édson Bastos para o próximo confronto, contra o Corinthians, no domingo. O arqueiro começou a se queimar com parte da torcida e da crítica ao falhar gritantemente na final da Copa do Brasil, diante do Vasco, quando o time acabou perdendo o título dentro do Couto Pereira. Entre altos e baixos, voltou a ser criticado pelo gol que selou o empate no Atletiba que encerrou o primeiro turno – de falta, em bola alçada pelo lateral rubro-negro Edílson.

Nesta quarta-feira, Édson Bastos quase defendeu o pênalti que abriu o placar, deixando porém a bola passar por baixo de seu corpo mansamente. Se não se tornou herói nesse lance, viu sua situação piorar ao errar o cálculo na saída do gol em escanteio a favor do Atlético-GO. O goleiro não conseguiu socar a bola, que acabou batendo na perna de Pereira antes de garantir o segundo gol rubro-negro no Serra Dourada. Com 2 a 0 de desvantagem, o campeão paranaense não teve forças para reagir.

Logo que o jogo acabou, com o 3 a 1 a favor do Dragão, o técnico Marcelo Oliveira admitiu que vai dar um descanso para o camisa 1. Mas fez questão de ressaltar que não o considera culpado pela sequência de resultados ruins. “Acho que é hora de trocar. Temos outro goleiro [Vanderlei] que terá uma chance contra o Corinthians”, comentou o comandante alviverde. “O Édson Bastos não é o culpado por essa derrota. É um grande jogador que já nos ajudou muito, pegou pênaltis, mas está sob muita pressão”, completou, reforçando a ideia de poupar o arqueiro de novas críticas.

Sobre o resultado em Goiânia, Marcelo Oliveira mostrou-se muito desapontado. “Há muito não via um resultado tão distorcido em relação ao que se viu em campo”, reclamou. Segundo ele, um dos problemas crônicos do time tem sido a incompetência na finalização. O treinador deixou claro sua irritação com a falta de aproveitamento das chances criadas durante os jogos.
Reações:

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes