Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

sábado, 30 de abril de 2011

Capixaba ganha o direito de se masturbar no trabalho


Capixaba ganha o direito de se masturbar no trabalho


 A história de uma analista contábil de 36 anos do Espirito Santo ganhou destaque na rede essa semana. De acordo com algumas matérias, ela teria uma doença um tanto estranha: uma compulsão orgástica, causada por uma alteração química em seu cérebro. Isso significa que ela precisa ter orgasmos constantemente para aliviar a tensão. O boato ainda dava conta de que ela já chegou a se masturbar 47 vezes em um dia para saciar sua carência. Com tratamento, teria conseguido baixar para 18 orgasmos diários.
Por causa dessa condição, ela teria acabado de ganhar judicialmente o direito a intervalos de 15 minutos a cada duas horas trabalhadas para que possa realizar sua busca por prazer. Ela também teria sido autorizada por um juíz do trabalho de Vila Velha (ES), a usar o computador da empresa para acessar imagens eróticas que alimentem seu desejo.




http://www.pop.com.br/popnews/noticias/poptrash/473756-Capixaba_ganha_o_direito_de_se_masturbar_no_trabalho.html

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Titular da Rede: Coritiba 2011: Timaço, Sorte ou ruindade dos adver...

Titular da Rede: Coritiba 2011: Timaço, Sorte ou ruindade dos adver...: "Beleza! Mais uma vitória do Coritiba, que venceu o Caxias em pleno estádio centenário, na noite desta quinta – feira, por 1 a 0, gol do zag..."

Curitiba Ontem Hoje

Curitiba - neve de 1975

Curitiba - Brazil

Curitiba, Brazil: World Cup 2014 Host City

CORITIBA NOVO RECORD DO BRASIL, 22 VITÓRIAS CONSECUTIVAS


Coritiba vence Caxias, confirma vaga e supera recorde de vitórias do Palmeiras

  • Após uma cobrança de falta de Rafinha (dir.), o zagueiro Émerson marcou o gol da 22ª vitória Após uma cobrança de falta de Rafinha (dir.), o zagueiro Émerson marcou o gol da 22ª vitória
O Coritiba derrotou o Caxias por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Estádio Centenário e confirmou sua classificação para as quartas-de-final da Copa do Brasil. A vitória foi 22 ª seguida do time coxa-branca na temporada, superando a marca estabelecida pelo Palmeiras, em 1996. Apesar de não existirem documentos que comprovem, ou neguem, a marca, o Coritiba se considera, agora, o recordista de triunfos seguidos do futebol brasileiro.
Depois de vencer por 4 a 0 no jogo de ida, o Coxa poderia até perder o jogo por 3 gols, que mesmo assim asseguraria a vaga. O time foi pressionado no primeiro tempo, mas um gol do zagueiro Émerson, na segunda etapa confirmou a vaga o recorde.
A equipe também chegou a 27 jogos sem derrotas no ano. Das 22 vitórias, 11 foram dentro de casa e onze fora. Dezesseis ocorreram no Campeonato Paranaense e seis na Copa do Brasil, torneio no qual o time está invicto e com  aproveitamento de 100%.

VEJA TODAS AS VITÓRIAS

3/02 - Coritiba 5 x 0 Iraty
10/02 - Corinthians-PR 1 x 2 Coritiba
6/02- Rio Branco 1 x 4 Coritiba
13/02 - Coritiba 3 x 0 Roma
16/02 - Ypiranga 0 x 1 Coritiba
20/02 - Coritiba 4 x 2 Atlético-PR
24/02 - Coritiba 2 x 0 Ypiranga
27/02 - Cianorte 1 x 2 Coritiba
06/03 - Coritiba 3 x 2 Operário
09/03 - Paranavaí 0 x 3 Coritiba
13/03 - Coritiba 4 x 2 Paraná
17/03 - Atlético-GO 1 x 2 Coritiba
20/03 - Cascavel 0 x 3 Coritiba
23/03 - Coritiba 2 x 0 Arapongas
26/03 - Iraty 2 x 4 Coritiba
30/03 - Coritiba 3 x 1 Atlético-GO
02/04 - Coritiba 6 x 2 Rio Branco
10/04 - Coritiba 1 x 0 Corinthians-PR
14/04 - Coritiba 4 x 0 Caxias
17/04 - Roma 1 x 4 Coritiba
24/04 - Atlético-PR 0 x 3 Coritiba
27/04 - Caxias 0 x 1 Coritiba

Coritiba Foot Ball Club é uma agremiação esportiva de Curitiba, no estado do Paraná, fundada por alemães. É o mais antigo e um dois mais tradicionais clubes do estado, sendo apelidado carinhosamente por seus torcedores de Coxa.
Suas principais conquistas são o Campeonato Brasileiro de 1985 e os 35 campeonatos estaduais, sendo o recordista de títulos paranaenses, possuindo mais títulos do que a soma de seus rivais. Possui ainda 2 Campeonatos Brasileiros da série B, conquistados em 2007 e 2010. No ranking da FPFocupa a 1º colocação no Paraná, no ranking da CBF ocupa a 15º colocação do Brasil, e no ranking daCONMEBOL é o 17º clube brasileiro. O Coxa também se orgulha de suas categorias de base, 8º melhor categoria de base do Brasil.
O Coritiba foi o primeiro time do sul do Brasil a ganhar um campeonato de cunho nacional, o inexpressivo Torneio do Povo de 1973, o primeiro time do futebol paranaense a conquistar um Campeonato Brasileiro da Série A, e a disputar uma Copa Libertadores da América e uma Copa Sul-Americana; representando todo o pioneirismo do futebol 
paranaense no cenário futebolístico nacional.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Campeão Estadual, Coritiba joga para confirmar vaga e se colocar entre os maiores times da história do futebol brasileiro O Coritiba na Copa do Brasil (1989-2010)


Campeão Estadual, Coritiba joga para confirmar vaga e se colocar entre os maiores times da história do futebol brasileiro

Coritiba e Caxias se enfrentam nesta quinta-feira, 28, às 19h30, no estádio Centenário, em partida de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil 2011. Campeão paranaense com antecedência, o Verdão vai até o Rio Grande do Sul para colocar o nome do clube nos livros dos recordes do futebol brasileiro e para defender a ótima vantagem de 4x0 construída no primeiro jogo, no Couto Pereira. Pela frente, terá o Caxias, que tenta o maior milagre de sua existência e que, para isso, se motiva com a chegada do novo técnico Guilherme Macuglia


O Coritiba não tem tradição de ser competitivo neste torneio. Nas 22 edições já disputadas teve o seguinte desempenho:
1989
não se classificou entre os 32 que disputaram (do Paraná foram o campeão e o vice estaduais de 1988 – Atlético e Pinheiros)
1990
22/06 – São José (SP) 1 x 2 Coritiba
27/06 – Coritiba 0 x 0 São José
8/08 – Coritiba 0 x 1 Criciúma
12/08 – Criciúma 0 x 0 Coritiba
O Coritiba foi dirigido por Carpegiani, e o Criciúma, que o derrotou nas oitavas-de-final, chegou às semi-finais.
1991
20/02 – CSA 1 x 0 Coritiba
27/02 – Coritiba 1 x 0 CSA (nos pênaltis, Coritiba 3 x 1 CSA)
13/03 – Coritiba 3 x 0 Paysandu
21/03 – Paysandu 0 x 0 Coritiba
18/04 – Coritiba 3 x 0 Botafogo
25/04 – Botafogo 1 x 1 Coritiba
22/05 – Coritiba 1 x 1 Grêmio
25/05 – Grêmio 1 x 0 Coritiba
O Coritiba chegou à semifinal, numa época em que o torneio não era muito valorizado. Levou apenas 8 mil torcedores ao Couto Pereira no primeiro jogo contra o Grêmio. O campeão do torneio foi o Criciúma, comandado por um tal de Luis Felipe Scolari.
1992
Novamente não se classificou entre os 32 que disputaram o torneio, com as vagas do Paraná ficando com Paraná e Atlético, campeão e vice do Paranaense de 1991.
1993
Coritiba não disputou. Pelo Paraná foram o Londrina e o União Bandeirante, campeão e vice do estadual de 1992.
1994
Não disputou. O estado do Paraná ficou com apenas uma entre as 32 vagas, dada ao campeão de 1993 – Paraná Clube.
1995
Idem ao ano anterior
1996
7/03 – Bahia 0 x 0 Coritiba
14/03 – Coritiba 3 x 1 Bahia
28/03 – Coritiba 1 x 2 Flamengo
17/04 – Flamengo 0 x 0 Coritiba
Já dando muito mais valor ao torneio, o Coritiba levou 31 mil torcedores ao Couto Pereira, no jogo em que praticamente ficou selada sua eliminação pelo Flamengo nas oitavas-de-final. O técnico era Dirceu Krueger, e o Flamengo tinha Joel Santana como técnico, e Amoroso e Sávio no ataque. Este último fez os dois gols da vitória do time carioca.
O campeão do ano foi o Cruzeiro, que derrotou o Flamengo na semifinal e o Palmeiras na final.
1997
13/03 – Bahia 2 x 2 Coritiba
20/03 – Coritiba 1 x 0 Bahia
25/03 – Coritiba 0 x 1 Palmeiras
3/04  – Palmeiras 4 x 2 Coritiba
O técnico do Coritiba era de novo Dirceu Krueger, e o time tinha um meia que é até hoje um dos maiores craques revelados no clube:  Alex. O Coritiba saiu nas oitavas-de-final e o campeão foi o Grêmio.
1998
Coritiba não disputou. A única vaga do estado ficou com o Paraná Clube.
1999
3/03 – Fortaleza 1 x 3 Coritiba
24/03 – Avaí 2 x 2 Coritiba
31/03 – Coritiba 0 x 0 Avaí
14/04 – Bahia 3 x 0 Coritiba
21/04 – Coritiba 1 x 1 Bahia
Eliminado nas oitavas-de-final, este time do Coritiba não tinha nenhum grande destaque. No banco de reservas, o técnico Mauro Fernandes.
2000
15/03 – Poções (BA) 0 x 5 Coritiba
27/04 – Coritiba 0 x 1 Santos
03/05 – Santos 1 x 1 Coritiba
O técnico do Coritiba era o Lori Sandri, que foi demitido após a derrota contra o Santos. Nenhum jogador de destaque no time, exceto um garoto chamado Marcel, atacante de 18 anos que viria a ser artilheiro do Brasileirão 2003 com o Coritiba, e que mantem até hoje a 3ª posição entre os maiores artilheiros com a camisa do clube. Ele era reserva, e entrou na partida contra o Santos no Couto Pereira, mas sem conseguir marcar.
2001
14/03 – Desportiva (ES) 2 x 3 Coritiba
29/03 – Coritiba 3 x 0 Desportiva (ES)
11/04 – Nacional (AM) 2 x 2 Coritiba
18/04 – Coritiba 2 x 1 Nacional (AM)
2/05 – Goiás 1 x 1 Coritiba
10/05 – Coritiba 4 x 3 Goiás
16/05 – Coritiba 3 x 2 Flamengo
23/05 – Flamengo 1 x 1 Coritiba
30/05 – Grêmio 3 x 1 Coritiba
6/06 – Coritiba 0 x 1 Grêmio
O Grêmio, campeão do ano, derrotou o Coritiba na semifinal sob o comando de Tite. O Coritiba, comandado à época por Ivo Wortmann, não deixou grandes lembranças num torcedor como eu.
2002
23/01 – Coritiba 2 x 1 Ponte Preta
20/02 – Ponte Preta 4 x 1 Coritiba
Foi a pior participação do Coritiba no torneio, eliminado na primeira fase pela Ponte Preta com uma derrota humilhante. Pelo menos a humilhação serviu para a diretoria demitir Joel Santana, e contratar depois o Paulo Bonamigo, que montou um time de ótimo desempenho nas temporadas 2002-2003. Que mesmo assim não ficou isento de vexames como a derrota por 4 x 0 em casa para um Gama já rebaixado na última rodada da primeira fase do Brasileirão, dando o 8° lugar (e a vaga nos play off) para o Santos que foi campeão naquele ano.
2003
19/02 Ituano 2 x 0 Coritiba
12/03 Coritiba 1 x 0 Ituano
Outro vexame do time de Bonamigo. Mas pelo menos o time foi muito bem no Brasileirão deste ano, chegando à Libertadores pela 2ª vez na sua história. O algoz Ituano, tinha sido campeão paulista em 2002, num campeonato só com times do interior. Depois, no supercampeonato com Palmeiras, Corinthians e São Paulo, eliminou o Corinthians e foi vice-campeão contra o São Paulo.
2004
O Coritiba não disputou o torneio, por que tinha se classificado, no ano anterior, para a Libertadores da América com o 5° lugar no Brasileirão 2003.
2005
2/02 – CFZ (DF) 0 x 2 Coritiba
9/03 – Náutico 1 x 0 Coritiba
16/03 – Coritiba 3 x 1 Náutico
21/04 – Coritiba 2 x 1 Treze (PB)
4/05 – Treze (PB) 1 x 0 Coritiba
A eliminação pelo desconhecido time paraibano, levou à demissão do técnico Antonio Lopes. Foi substituído por Cuca, o melhor técnico recente do Coritiba (exceto Ney Franco). Não adiantou muito, por que o Cuca foi demitido no mesmo ano, mergulhando o Coritiba numa grave crise que culminou com o rebaixamento.
2006
22/02 – Icasa 0 x 0 Coritiba
8/03 – Coritiba 3 x 1 Icasa
15/03 – Náutico 2 x 0 Coritiba
22/03 – Coritiba 0 x 0 Náutico
O time titubeante do Coritiba era dirigido por Estevam Soares, que deu lugar a Paulo Bonamigo, desta vez numa passagem que não deixou boa lembrança. O Coritiba perdeu a chance de voltar à primeira divisão, entre outros jogos, num fatídico empate em casa com o Náutico, rival direto pela vaga.
2007
14/02 – Caxias 2 x 1 Coritiba
21/02 – Coritiba 4 x 1 Caxias
21/03 – ULBRA (RO) 2 x 2 Coritiba
4/04 – Coritiba 1 x 0 ULBRA (RO)
19/04 – Coritiba 0 x 1 Botafogo
25/04 – Botafogo 3 x 3 Coritiba
Deste último jogo, pelas oitavas de final, eu me lembro bem. Foi no Maracanã, e eu ouvi pelo rádio. O Cuca agora estava comandando o Botafogo, e o Coritiba ainda estava com Guilherme Macuglia.  Logo assumiria o Renê Simões, mas a base já estava construída – era a gurizada que subiu do juvenil, todo mundo jogando neste dia: Henrique, Túlio, Marlos, Pedro Ken, Keirrison. Depois de perder em casa por 1 x 0 todo mundo achava que a fatura estava liqüidada. Naquele momento o Botafogo era o líder do Brasileirão. Mas o Coritiba chegou perto de surpreender. Esteve na frente por 2 x 1 (classificava), cedeu empate (ficava eliminado), ficou novamente à frente 3 x 2 (classificava) e cedeu empate outra vez, terminando eliminado. Foi um grande jogo. Neste ano o Coritiba voltou à primeira divisão, todos aqueles guris já foram vendidos por milhões, e o Keirrison se tornou o maior artilheiro com a camisa do clube, sendo inclusive artilheiro do Brasileirão 2008.
2008
13/02 – Tuna Luso 0 x 0 Coritiba
27/02 – Coritiba 6 x 0 Tuna Luso
2/04 – São Caetano 1 x 0 Coritiba
9/04 – Coritiba 0 x 0 São Caetano
Eliminado pelo São Caetano na segunda fase, num dos piores vexames do clube na competição. Destaque no torneio foi a vitória por 6 x 0 sobre o Tuna Luso na primeira fase: ocorreu logo após uma vitória de 6 x 0 sobre o Toledo no campeonato paranaense. E foi seguida por outra vitória de 4 x 0 não me lembro sobre quem. A soma de 16 gols marcados em três partidas foi inédita na história do clube. Além da boa equipe que vinha do ano anterior, o efeito sentido foi o pagamento de salários atrasados e da gratificação pelo desempenho em 2007. Apesar do mau desempenho na Copa do Brasil, o Coritiba foi bem no Brasileirão, sob o comando de Dorival Júnior, ficando sempre próximo da disputa pela vaga na Libertadores.
2009
18/02 – Holanda (AM) 1 x 2 Coritiba
4/03 – Coritiba 3 x 0 Holanda (AM)
8/04 – Bahia 2 x 2 Coritiba
14/05 – Coritiba 0 x 0 Bahia
29/04 – CSA 0 x 4 Coritiba
6/05 – Coritiba 3 x 0 CSA
12/05 – Ponte Preta 2 x 2 Coritiba
19/05 – Coritiba 1 x 0 Ponte Preta
27/05 – Internacional 3 x 1 Coritiba
3/06 – Coritiba 1 x 0 Internacional
O ano do centenário foi péssimo para o Coritiba, não gosto nem de lembrar. O que causou grandes problemas, foi justamente a estratégia de Renê Simões de privilegiar a Copa do Brasil escalando o time reserva para o Brasileirão. Com isso, o time somou 1 ponto em 7 jogos, e mesmo melhorando muito de desempenho sob Ney Franco, não foi o suficiente para escapar do rebaixamento. O Internacional, muito superior, eliminou o Coritiba num jogo fulminante em que o jovem Tyson (reserva) comeu a bola.
2010
24/02 – Luverdense (MT) 0 x 1 Coritiba
10/03 – Coritiba 1 x 0 Luverdense
17/03 – Avaí 1 x 1 Coritiba
24/03 – Coritiba 0 x 1 Avaí
Mais uma eliminação precoce, que não foi vergonhosa por que o Avaí era um time muito melhor na época. Mas o Coritiba bem que podia ter feito valer o empate fora de casa, e vencer o adversário no Couto Pereira.
–x–
Do total das 22 edições, o Coritiba disputou 15. Das 7 vezes em que esteve fora, em 6 o Coritiba não se classificou e em uma estava disputando a Libertadores.
Segundo as estatísticas do Futepedia, em 15 participações o Coritiba teve 73 jogos (28 vitórias, 25 empates e 20 derrotas), com 103 gols marcados e 75 gols sofridos. O Coritiba chegou à semifinal 3 vezes, em 1991, 2001 e 2009. Nas outras 12 vezes que disputou o torneio, o Coritiba nunca passou das oitavas-de-final.
Mais do que contra os adversários, o Coritiba na Copa do Brasil luta contra um péssimo restrospecto.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes