Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

As Prioridades de Duas Irmãs

As Prioridades de Duas Irmãs

Durante os anos em que Jesus andou pelas regiões da Palestina, ele teve alguns encontros com uma certa família no povoado de Betânia. Na primeira destas visitas relatadas na Bíblia, Jesus se hospedou na casa de Marta. Ela se preocupou muito em servir a Jesus enquanto sua irmã, Maria, ficou sentada ouvindo os ensinamentos do Senhor. Marta reclamou e pediu que Jesus mandasse Maria ajudar com os serviços da casa. Ele, porém, respondeu: “Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. . . . Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada” (Lucas 10:41-42).

Há várias lições importantes aqui. O ponto principal é uma questão de prioridades. Não é pecado limpar a casa ou preparar refeições. Outros trechos bíblicos elogiam as mulheres que se preocupam com o bem estar físico das suas famílias (Provérbios 31:10-31; Tito 2:4-5). O problema, portanto, não é o serviço de sustentar uma família, mas deixar que estas preocupações tomem prioridade sobre as coisas de Deus. Nunca devemos priorizar as coisas e os cuidados deste mundo.

Observamos nesta história a importância de aproveitar a oportunidade que temos de conhecer Jesus Cristo. Maria poderia lavar louças e limpar pisos em outro momento, mas ela não quis perder a oportunidade rara de ouvir Jesus. Marta poderia ter deixado os serviços de casa para outro dia, e, assim, teria sido abençoada com as palavras do Mestre. Facilmente deixamos coisas relativamente insignificantes parecerem urgentes! Jesus disse que a busca espiritual deve ser a nossa preocupação exclusiva (Mateus 6:24,33).

Quase no final do seu ministério terrestre, Jesus visitou a casa destas irmãs novamente. Desta vez, a circunstância foi de profunda tristeza devido à morte do irmão delas, Lázaro. As conversas que Jesus teve com as irmãs antes de ressuscitar Lázaro mostram a fé das duas. Nesta ocasião, é a fé de Marta que ganha maior destaque. Ela disse: “. . . eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo” (João 11:27). Marta obviamente aproveitou oportunidades para ouvir Jesus, chegando a crer nele.

Mais um encontro fala destes irmãos, Lázaro, Maria e Marta, quando Jesus participou de uma ceia em Betânia dias antes da sua morte. Nesta situação, tanto Maria como Marta serviam, e foi Maria que ungiu os pés de Jesus com um perfume caríssimo (João 12:1-8).

Vamos aprender esta lição sobre prioridades!

– por Dennis Allan

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Confira 6 dicas para melhorar o atendimento ao cliente

Um bom atendimento ao cliente é um dos pilares de qualquer negócio de sucesso. Mesmo assim, quando ele é feito por funcionários despreparados pode prejudicar a sua empresa.

Uma pesquisa da empresa Kronos, divulgada em julho deste ano, revelou que 82% dos consumidores interromperam suas relações comerciais com uma empresa em função da qualidade do serviço recebido e 60% acreditam que as companhias não focam atenção suficiente para fornecer aos clientes um bom atendimento.

"Uma das principais razões é que os profissionais responsáveis pelo atendimento não têm as competências exigidas para o bom desempenho da função", diz Rosângela Curvo Leite, sócia diretora do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Educação Continuada (CPDEC).

A empresa presta consultoria para grandes empresas como Itaú-Unibanco, Motorola e Embraer, sendo que Rosângela ministra treinamentos sobre a importância do atendimento ao cliente há 15 anos.

Confira abaixo seis dicas da especialista para atender melhor seus clientes:

ATENÇÃO

Demonstre organização, seja pró-ativo e valorize o cliente. Isso impactará positivamente na imagem da empresa e facilitará os negócios.

POSTURA

Fale com confiança. Por isso, use dicção clara e o tom de voz na medida certa. Pronunciar as palavras baixo demais, por exemplo, não é sinônimo de respeito, nem humildade. Ao contrário, pode demonstrar insegurança.

COMPROMETIMENTO

Demonstre real disposição, energia e comprometimento para auxiliar o cliente naquilo que ele necessita. A otimização do tempo do cliente depende, então, de empatia (entender que ele pode estar estressado, com pressa, com dúvida), disciplina, foco, vontade e atitude. Isso se consegue com a melhoria dos processos e com a qualidade no atendimento.

TEMPO

Respeite o tempo do cliente, que espera que o seu caso seja resolvido o mais rápido possível. As pessoas, de forma geral, estão sempre com pressa e a percepção que elas têm de uma boa empresa engloba não só a qualidade do produto, mas principalmente a qualidade do atendimento que elas recebem - o tempo que elas levam para serem atendidas faz parte desse conceito.

CONTROLE

Não deixe se contagiar pelas reações negativas do cliente e não permita que a reclamação evolua para uma discussão.

PRAZOS

Informe prazos que sejam reais e cumpra-os rigorosamente.

folha.com

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes