Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

como preparar um bom chimarrão

O chimarrão é uma bebida característica da cultura do sul da América do Sul, um hábito legado pelas culturas quíchua, aymará e guarani. Ainda hoje é hábito fortemente arraigado não apenas no sul do Brasil (estados do Paraná, Santa Catarina e principalmente Rio Grande do Sul), mas também em Mato Grosso do Sul (Pantanal), parte da Bolívia e do Paraguai e em todo o Uruguai e a Argentina.


O chimarrão é montado com erva-mate, geralmente sorvido quente de uma infusão. Tem gosto que mistura doce e amargo, dependendo da qualidade da erva-mate, que, pronta para o uso, consiste em folhas e ramos finos (menos de 1,5 mm), secos e triturados, passados em peneira grossa, de cor verde, havendo uma grande variedade de tipos, uns mais finos outros mais encorpados, vendidos a diversos preços.

Um aparato fundamental para o chimarrão é a cuia, vasilha feita do fruto da cuieira, que pode ser simples ou mesmo ricamente lavrada e ornada em ouro, prata e outros metais, com a largura de uma boa caneca e a Altura de um copo fundo, no formato de um seio de mulher. Há quem tome chimarrão em outros recipientes, mas a prática é geralmente mal vista.

O outro talher indispensável é a bomba ou bombilha, um canudo de cerca de 6 a 9 milímetros de diâmetro, normalmente feito em prata lavrada e muitas vezes ornado com pedras preciosas, de cerca de 25 centímetros de comprimento em cuja extremidade inferior há uma pequena peneira do tamanho de uma moeda e na extremidade superior uma piteira semelhante a usada para fumar, muitas vezes executada em bom ouro de lei.

O chimarrão é uma bebida comunitária embora alguns aficcionados o tomem durante todo o dia, mesmo a sós. Embora seja cotidiano o consumo doméstico, principalmente quando a família se reúne, é quase obrigatório quando chegam visitas ou hóspedes.

Aí assume um ar mais cerimonial, embora sem os rigores da cerimônia do chá japonês. Enquanto a água esquenta, o dono (ou dona) da casa ajeita a bombilha no fundo da cuia e a enche com erva até a boca, pressionando-a com os dedos e tomando o cuidado em deixar no lado oposto ao que a bombilha toca a borda da cuia, um bom buraco para depositar a água.

A água não pode estar em estado fervente, deve apenas esquentar o suficiente para "chiar" na chaleira. O dono da casa deita então a água na cuia até umedecer bem a erva-mate e então sorve pela bombilha, entre uma frase ou outra, até que toda a água se acabe.

É praxe o dono da casa encher novamente a cuia com água quente (sobre a mesma erva-mate) antes de passar cuia para as mãos da visita (ou da pessoa mais proeminente presente), que depois de sugar toda a água, deve também renovar a água antes de passar a cuia ao próximo presente.

Há quem diga que isto acaba estabelecendo a hierarquia social dos presentes, mas é unânime o entendimento de que tomar chimarrão é um ato amistoso e agregador entre os que o fazem.

Como preparar
Coloca-se a água na chaleira para esquentar.
Coloca-se a erva-mate na cuia até aproximadamente 2 terços.
Vira-se a cuia, tampando-se sua boca com a mão, de forma a fazer a erva ocupar uma lateral.
Aperta-se levemente a erva que passou a ocupar o espaço lateral de forma que ela se sustente, sem cair.
Coloca-se água morna no espaço lateral vazio para cevar a erva.
Após cevada a erva (de 5 a 15 minutos, conforme o tamanho da cuia), tampa-se o orificio superior da bomba com o dedo e introduz-se até o fundo.
Ao chiar a água na chaleira (primeira fervura) tira-la do fogo.
Antes de servir, alguns preparadores tomam a água fria, outros não.


Outra forma de preparar
Coloca-se a água na chaleira para esquentar.
Coloca-se a água quente na cuia até aproximadamente a metade.
Coloca-se a bomba na cuia.
Coloca-se a erva podendo fazer um montinho bem alto.
Pela bomba deixe escorrer água até encher o restante, pode-se mexer na bomba para facilitar.
A vantagem deste modo de preparo, é que: -não suja as mãos; -não entope a bomba.














servidos???
Reações:

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes