Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

domingo, 25 de setembro de 2011

Ceará derrota o Coritiba em casa por 3 a 2 e se distancia do Z-4

Ceará derrota o Coritiba em casa por 3 a 2 e se distancia do Z-4
Em jogo de qualidade, Coxa chega a empatar duas vezes, mas o Vozão consegue triunfar pela primeira vez com o técnico Estevam Soares

Por Gabriel Hamilko
Curitiba



O Ceará deu um basta na maré de azar e bateu o Coritiba por 3 a 2, neste domingo, pela 26ª rodada do Brasileirão. A vitória foi suada. O vozão ficava na frente do placar,  mas o Coxa insistia em empatar e ameaçar o Alvinegro em pleno estádio Presidente Vargas. A partida, com muitos gols, foi movimentada e com várias chances para os dois lados.
Foi a primeira vitória do Vozão sob o comando do técnico Estevam Soares. Os gols cearenses foram marcados duas vezes pelo atacante Roger e o zagueiro Edmilson. Pelo Coxa, Bill marcou duas vezes.
Mesmo sem a vitória, o Coritiba permanece na briga do G-5, mas a distância ficou em cinco pontos. Continua na nona colocação, com 36 pontos. Já o Vozão respira e se distancia do grupo do rebaixamento. Subiu para a 14ª posição, com 30 pontos.
O próximo compromisso do Alvinegro será no domingo, às 16h (de Brasília), quando vai até Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. No mesmo horário, o Coxa duelará com o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli.
Três belos gols
Foi um primeiro tempo muito bom de se assistir. Com futebol de qualidade, as duas equipes marcaram belos gols e fizeram bonitas jogadas. A disputa ficou lá e cá, com boa armação no meio de campo e saídas rápidas pelas laterais em ambas as equipes.
Os dez minutos iniciais foram de predomínio do Ceará. O Coritiba demorou para tirar o pijama, e o Vozão não perdeu tempo. Jogando em casa, apertava o Alviverde Paranaense, mas era pouco objetivo quando chegava à meta adversária.
Nada que um lance de genialidade não resolvesse. Aos oito minutos, o meia Leandro Chaves dominou a bola e, com carinho, lançou para o atacante Roger fazer uma daquelas jogadas inesquecíveis. De bicicleta, acertou a bola em cheio. O tiro, cruzado, chorou nas duas traves antes de balançar a rede alviverde.
Mesmo sofrendo um golaço desses, o Coritiba não desanimou. A partir daí, a estrela do goleiro Fernando Henrique começou a brilhar. Primeiro, após o chute do jovem zagueiro Luccas Claro, defendido à queima-roupa. Precisando do resultado, o Coxa melhorou e começou a empreender maior ritmo no meio de campo.
saiba mais
Veja como foi o Tempo Real da partida
Confira como está a classificação
Na base do toque de bola, começou a jogada do empate. Lá de trás, o zagueiro Emerson a iniciou. Passou pelo lateral Lucas Mendes, que tocou para o meia Tcheco. Depois, a bola foi para Anderson Aquino, que serviu para Bill tirar de Fernando Henrique e empatar aos 19 minutos.
Com o placar igual, o Ceará desanimou, e o Coxa exagerava nos passes errados. Quando acertava, criava boas jogadas, que no entanto paravam no arqueiro Fernando Henrique, o nome da etapa inicial.
Mas futebol é imprevisível. Quando o time paranaense estava melhor, o Vozão ganhou uma falta frontal. Edmilson cobrou com perfeição. Tirou da barreira e meteu no ângulo direito do goleiro Vanderlei, que nem pulou. Alvinegros em festa, novamente, aos 40 minutos.
Segue no ritmo acelerado
Na volta do intervalo, o Coritiba começou mais atento. Pressionando, não demorou muito para igualar o resultado de novo. Anderson Aquino foi parado bem na entrada da grande área. O volante Léo Gago soltou a bomba, Fernando Henrique defendeu, mas, no rebote, o oportunista Bill marcou o segundo gol dele na partida, aos 3 minutos.

Com dois gols, Roger abre e fecha o placar na vitória do Vozão por 3 a 2  (Foto: Agência Estado)
O empate não agradava a nenhum dos dois times. Por isso, a partida ficou bem movimentada, com chances para os dois lados. A velocidade era grande. Por isso, o time cearense se cansou mais cedo. Na lógica, a partir daí, prevaleceria o time que tivesse mais preparo físico.
Pensando nisso, o técnico coxa-branca fez duas substituições. Colocou o volante Willian e sacou o veterano Tcheco. Novo fôlego e maior resguardo na meia-cancha. Na segunda alteração, saiu Aquino e entrou o atacante Leonardo.
No Ceará, Estevam Soares também movimentou o banco de reservas. O Alvinegro queria o contrário do Coxa. Se lançar mais para a frente. Para isso, tirou o volante Rudnei e colocou o centroavante Nicácio.
Deu certo. A jogada do terceiro gol cearense começou com boa enfiada de Osvaldo para Vicente, que na esquerda tocou limpa para Roger balançar as redes, aos 23 minutos..
O resultado não interessava ao Coxa, que não conseguia se encontrar, possibilitando rápidos contra-ataques da equipe cearense, comandados por Osvaldo. Marcelo Oliveira teve que arrumar o time. Chamou o meia Geraldo e tirou o volante Leandro Donizete.
Mesmo assim, o Vozão dominou a partida e segurou o meio-campo alviverde. Dominou a posse de bola, aguardando o fim da partida. Para segurar mais o meio, Soares colocou o lateral-esquerdo Egídio no lugar do meia Leandro Chaves e mais um lateral-direito - Boiadeiro - na vaga de Eusébio.
O suficiente para levar os dez minutos sem grandes sustos e garantir uma importante vitória, que colocou o Ceará novamente na disputa intermediária, para alegria da torcida alvinegra.
Reações:

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes