Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Curitiba deve instalar 450 câmeras de monitoramento até Copa de 2014





A Prefeitura de Curitiba tem como meta chegar a 450 câmeras de vídeo no sistema de segurança até a Copa do Mundo da FIFA 2014. O projeto será viabilizado através do Pronasci, parcerias público-privadas e com recursos do orçamento do Município. Até o final deste ano, 115 câmeras estarão monitorando o centro e as grandes regiões da capital do Paraná.
O sistema de videomonitoramento operado pela Secretaria Municipal da Defesa Social conta atualmente com 89 câmeras em Curitiba e já atende as forças de segurança do Estado. "A ampliação do sistema de câmeras integra, entre outras parcerias, o apoio de Curitiba ao programa Paraná Seguro", disse o prefeito Luciano Ducci. O Paraná Seguro é um programa lançado nesta semana pelo governador Beto Richa para reestruturação da segurança pública no Estado.
Todas as imagens captadas pelas câmeras ficam armazenadas na central e poderão ser usadas pelas demais forças de segurança, Ministério Público e Judiciário, na elucidação de crimes, condenações e busca por foragidos.
O secretário da Defesa Social de Curitiba, Nazir Chain, destaca a participação da Guarda Municipal em operações conjuntas com a Polícia Civil e Polícia Militar como parte do programa estadual. "Essas operações se tornarão cada vez mais freqüentes", disse Chain.
"A integração das forças de segurança é uma tendência crescente em Curitiba e região metropolitana. Com o apoio do governador Beto Richa e do prefeito Luciano Ducci, vamos promover a maior série de ações de combate à criminalidade da capital", completou.
Parcerias
– Desde o início deste ano, as forças de segurança passaram a trabalhar de forma integrada. No início de maio, as Polícias Civil e Militar, Guarda Municipal e Secretaria Antidrogas se uniram para dar um duro golpe no tráfico de drogas na região central de Curitiba, na chamada Operação Liberdade.
A operação resultou na prisão de 40 suspeitos de tráfico de drogas na região central da cidade e apreensão de 80 quilos de crack.
Em outra demonstração de integração, no final de junho, o governador autorizou o repasse de 500 armas da Polícia Civil para a Guarda Municipal de Curitiba. Com o novo armamento, todos os guardas do efetivo da cidade passaram a contar com revólveres entre os equipamentos de segurança. Até então, 60% da corporação trabalhava com o armamento. Novas armas foram compradas para a Polícia Civil.
Aifu
- Outro exemplo prático dos resultados do trabalho conjunto é a chamada Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu). Desde 2004, quando a parceria teve início, as equipes de fiscalização percorrem postos de combustíveis, restaurantes, casas noturnas e bares a procura de drogas, irregularidades e abusos.
Em média, mais de 1,6 mil estabelecimentos têm sido vistoriados todos os anos. Em 2007 – ano recorde - este número chegou a 2.130. Desde 2004, aproximadamente 800 pessoas foram presas, 16 mil autuações administrativas aplicadas (falta de alvará, licença ambiental e outros), mais de 100 carros apreendidos, além de grande quantidade de drogas e armas retirada de circulação.
Participam das ações guardas municipais, agentes da Secretaria Antidrogas, fiscais da Vigilância Sanitária, das secretarias do Meio Ambiente e do Urbanismo, Conselho Tutelar, Diretran, polícias Militar e Civil e Corpo de Bombeiros.
Reações:

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes