Google+ Followers

Translate

follow in instagram

Instagram

sábado, 1 de outubro de 2011

Com múltiplas metas, Coritiba enfrenta o Figueirense

Time paranaense tenta quebrar estigma fora de casa, cumprir miniobjetivo do técnico e afastar um concorrente direto à Libertadores



Everton Costa: meia substitui RAfinha no Coritiba diante do Figueirense

Quebrar um estigma de não vencer fora de casa. Cumprir um miniobjetivo determinado pelo treinador. Manter-se na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2012. E afastar um concorrente direto a esse objetivo. Essas são as metas do Coritiba, que neste domingo (2), às 16 horas, enfrenta o Figueirense, em Florianópolis. A partida é válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Há duas rodadas, os jogadores do Coritiba revelaram que o técnico Marcelo Oliveira determinou uma minimeta de somar de seis a sete pontos em três jogos. Desde então, o time derrotou o Cruzeiro (2 a 1), mas perdeu para o Ceará (2 a 3). Portanto, somou apenas três pontos. E precisaria de mais três para cumprir o miniobjetivo. Oliveira se diz adepto de cobrar pequenas metas durante o Campeonato e afirma que essa meta é essencial para que o time se mantenha no páreo por uma vaga na Libertadores de 2012. 

O problema é que, para cumprir, o Coritiba teria que quebrar a incômoda situação de não conseguir vitórias fora de casa, independente do que jogue. A última vez que o time trouxe três pontos de campos forasteiros foi há um mês e meio — triunfo de 3 a 2 sobre o Santos, na Vila Belmiro, em 17 de agosto. "Temos condição de fazer coisa melhor", disse o técnico Marcelo Oliveira. 

E o adversário deste domingo é, na prática, um concorrente direto à Libertadores. Assim como o Coritiba, o Figueirense tem 36 pontos. Os coxas-brancas estão à frente na tabela — aparecem em 9º lugar, enquanto o oponente está em 10º — por causa da vantagem no número de vitórias. Dessa forma, uma vitória em Florianópolis pode manter a equipe paranaense a pelo menos cinco pontos da zona de classificação — ou menos, dependendo dos resultados de Flamengo (4º colocado, com 41 pontos) e Fluminense (5º, com 41). Em contrapartida, uma derrota significa a perda de uma posição, no mínimo, e o distanciamento da zona da Libertadores. 

Para o jogo deste domingo, o técnico Marcelo Oliveira sente a ausência de Rafinha, machucado. Everton Costa entra em seu lugar. Em compensação, o treinador vai dispor de uma dupla de zaga "de seleção brasileira": Luccas Claro, chamado nesta semana para disputar o Pan-Americano pelo Brasil, e Emerson, que integrou a seleção principal na vitória de 2 a 0 sobre a Argentina, na quarta-feira (28).

Figueirense
Assim como o Coritiba, o Figueirense também sonha com uma vaga à Libertadores. O técnico Jorginho (ex-auxiliar de Dunga na seleção brasileira), porém, prefere falar disso com cautela. Admite a possibilidade, mas se mostra comedido sobre o assunto. O treinador tem dúvidas sobre se poderá contar com o goleiro Wilson, o volante Túlio, o meia Elias e o atacante Fernandes, que estavam lesionados e se recuperaram nesta semana. O único desfalque certo é o zagueiro Édson Silva, que cumpre suspensão automática após receber o terceiro cartão amarelo.

Ficha técnica

Figueirense
Wilson (Ricardo); Bruno, João Paulo, Roger Carvalho e Helder; Túlio, Maicon, Igor (Elias) e Jean Deretti (Fernandes); Wellington Nem e Júlio César. Técnico: Jorginho

Coritiba
Vanderlei; Jonas, Luccas Claro, Emerson e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Éverton Costa, Tcheco e Marcos Aurélio; Bill. Técnico: Marcelo Oliveira.

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, domingo, às 16 horas


Fonte: 
 http://www.bemparana.com.br/
Reações:

0 comentários:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best WordPress Themes